Archives fevereiro 2011

Este compressor promete entregar um “som agressivo”, que seu desenvolvedor diz que o torna adequado para a bateria de rock e baixos. Pode ser empregado em faixas individuais ou em buses.

Versões para OSX e PC x86 e x64 VST/AU: Download

Acima, o Diretor Musical Printz Board do Black Eyed Peas faz uma tour em vídeo de seu equipamento de performance ao vivo de shows BEP.

Ele discute a configuração do teclado (incluindo um Novation, Moog, Roland Juno-G, e Yamaha Motif), mixer, monitores de som, amplificador de baixo, trompete, e algumas das coisas que você não vê na maioria dos shows.

Ele tem um mic talk-back para se comunicar com qualquer um da tripulação em seus ouvidos. Ele também tem uma tela de TV, que o mostra de qualquer ângulo do palco, e ele pode alertar sobre possíveis problemas, de modo que cada sugestão acontece no momento certo, e o show acaba sem problemas de canção para canção.

Abaixo, um pouco mais de Printz Board enquanto trabalha com o Propellerhead Reason.

Fonte: Via Synthtopia

Esse pequeno texto vai poupar você de cometer alguns erros e perder o seu tempo

Antes de você sequer começar a pensar em mixar, você deve checar suas gravações, faixa por faixa, uma de cada vez.

Escute procurando por cada errinho ou falha que podem causar problemas quando você passar à mixagem.
Normalmente é melhor perder meia hora regravando uma faixa ou talvez gravando um pequeno overdub do que tentar usar horas de mixagem tentando cobrir um monte de pecados.

Você ficaria maravilhado em saber quantas pessoas não tomam esta simples precaução.

Outra coisa, sempre se lembre disso quando estiver gravando:  nunca deixe ninguém sair dizendo coisas do tipo, “Ah, não importa. Podemos maquiar isso na mix”.

Boas mixagens não têm a ver com controle de danos, refere-se a trazer à tona o melhor do material gravado. Qualquer outra coisa irá subtrair, não adicionar à qualidade do produto final. E isto é uma mixagem ruim. Por favor, por favor, por favor, não cometa o erro de pensar que controle de danos pode compensar de alguma forma uma musicalidade  ruim ou uma gravação ruim.

Dito isto, você pode ainda encontrar uma situação onde, por razões além do seu controle, você simplesmente terá que fazer o melhor que puder com o material gravado que há disponível. Vamos falar disso mais tarde.

Um outro assunto que vale a pena mencionar aqui é se você está trabalhando com gravações “discretas” ou “não- discretas”. Por “discretas” eu quero dizer uma gravação onde cada faixa foi gravado e colocada em layers (camadas) separadamente, de forma que não haja vazamento. Por “não-discreta” eu me refiro à situação onde várias faixas (instrumentos e/ou vocais) foram gravadas juntas e há vazamento entre as faixas.

É perfeitamente possível criar uma boa mixagem em ambas as situações. Há apenas algumas diferenças nas técnicas que você possa precisar aplicar.

Trecho retirado do livro REAMIX do Geoffrey Francis.

Legal né? Não deixe de ver as outras dicas listadas logo abaixo:

SSL anunciou que a tão esperada coleção Duende Native plug-ins já está disponível. Estes processadores VST e AU são funcionalmente e sonoramente idêntico aos plug-ins que são alimentados pelo sistema DSP Duende, que foi descontinuado, agora os plug-ins funcionam sem nenhum hardware adicional.

Liderando o caminho está o EQ, Dynamics Channel e Stereo Bus Compressor, os quais oferecem elementos chave de um console SSL. Drumstrip  e  Vocalstrip  são projetados para ajudá-lo a obter excelentes trilhas de bateria e sons vocais, respectivamente, enquanto X-EQ e X-Comp vai  te ajudar quando você estiver masterizando. Finalmente,  há  a  reverberação do X-Verbo.

Todos os plug-ins estão disponíveis individualmente, mas há também dois pacotes, caso deseje comprar em grandes quantidades. Duende Native Essentials contém EQ & Dynamics Channel e Stereo Bus Compressor, enquanto o Duende Native Studio Pack inclui EQ & Dynamics Channel, Stereo Bus Compressor, Drumstrip, Vocalstrip, X-EQ e X-Comp.

Mais informações: http://www.solid-state-logic.com/music/duende%20native/

Você pode baixar a versão demo para usar durante 30 dias.

SSL Bus Compressor - Duende Native Plug-in

A Waves , em associação com Aphex se prepara para lançar seu modelo verso plugin do original Aphex Aural Exciter.

O novo plugin baseado em uma das duas unidades do protótipo valvulado desenvolvido pela Aphex em meados dos anos setenta. O Waves Aphex Aural Exciter Vintage foi projetado para oferecer o caráter da unidade de hardware original, com as vantagens do software.”O original Aural Exciter viajou de estúdio para estúdio como uma unidade (BEM CARO) exclusiva de locação”, explica Waves “, trazendo o seu som distinto para selecionar as sessões de gravação de artistas famosos. Altamente considerado pela sua capacidade de aumentar e reforçar a presença, brilho, e detalhes em faixas vocais, o Aural Exciter foi ainda creditado em álbuns populares pelos gostos de Jackson Browne, Linda Ronstadt e James Taylor.Trata-se de umas das armas secretas dos grandes estúdios, considerada uma revolução sonora, um equipamento super concorrido pelos estúdios mundo a fora, várias empresas j tentaram copiar sua sonoridade, inclusive a própria Waves tentou entrar no mercado para concorrer, criando os processadores MAXX, mas nada se compara com a sonoridade desse processador sonoro, considerado por muitos como uma caixa de mágicas.  . Já chegou a ser alugado por 30 dólares o minuto na década de 70.Bastava aplicar em uma faixa e logo essa se destacava e brilhava na mix, ou então aplicava-se na mix inteira e a magia estava lançada! E até os dias de hoje nada ainda chega perto.Mais informações: http://www.waves.com/

Aps o lançamento da nova interface Pro Tools HD algumas semanas atrs, a Avid discretamente lanaram uma nova geração de Mbox. As novas interfaces no diferem muita da geração anterior, mas aparentemente, foi redesenhado para caminhos análogos e novo driver. As novas Mbox contam também no pacote com o novo Pro Tools LE, e você pode conferir o novo Pro Tools Mbox, Pro Tools Mbox Pro e Pro Tools Mbox Mini aqui.

Venho trazer mais uma dica super quente para os amantes dos bons sons!

Algum tempo venho utilizando os plug-ins da “StillWell Audio” e obtendo resultados bem satisfatórios. O que me fez refletir sobre os plug-ins principais do meu sistema de produção.

Durante muito tempo fiquei focado muito em plug-ins famosos como os Waves, mas nos dias de hoje ficar preso a isso é deixar de obter melhores sons com outras ferramentas disponíveis, pois sabemos que a tecnologia de desenvolvimento de plug-ins para áudio cresceu absurdamente nos últimos 10 anos, e nesse período apareceram uma infinidade de programadores, engenheiros e geeks de todos os cantos do planeta desenvolvendo artefatos sonoros para nós.

Conheci os produtos da StillWell à uns dois anos, através de algum fórum. Quando vi os preços dos plug-ins nem me animei, pois temos a mania de achar que o caro é melhor, devido ao costume de ver empresas  “metendo a faca” cobrando absurdos.

A StillWell tem uma política de comércio muito transparente e dentro da realidade, oferecendo um produto de altíssimo nível a preços condizentes.

O primeiro plug-in que testei foi o “Rocket Compressor“, disponível para download em versão demo no site da StillWell: http://www.stillwellaudio.com/

Ele é um compressor único, com uma velocidade na resposta que não tinha visto em outros plug-ins renomados, respondendo em microsegundos meras variações. Sendo na ordem de vários milhares de vezes mais rápido do que a maioria compressores comuns, isso é citado também na descrição do produto, e é a mais pura verdade.

Em nossa vídeo aula completa do REAPER utilizo também em alguns exemplos. Para obter a Vídeo Aula do REAPER em português CLIQUE AQUI.

Sua interface é simples, amigável e muito bonita também, aliás o cara que trampa com a parte visual desses plugins está de parabéns.

Veja esse vídeo comparando o som do UAD 1176LN vs Rocket

UAD 1176LN vs Stillwell Rocket.

Recomendo também o Bombardier.

Antes que eu me esqueça, a  StillWell oferece descontos de até 50% na compra dos plug-ins se você for um usuário do REAPER.

Por R$ 86,24 você tem um excelente compressor, e se for usuário REAPER fica R$ 44,00

Coisas boas aparecendo no mercado e quem ganha nessa história somos nós!