Archives agosto 2017

Fala pessoal som binario! Aqui é Leandro Carimbó da Dark Path Studio e venho de uma forma rapida deixar esta dica para você que usa a DAW Studio One 3. Depois de varias tentativas frustrantes de tranformar o celular em uma extensão da DAW, eu finalmente pude experimentar o Studio One Remote.

Em minha opinião o melhor app para esta categoria, facil de trabalhar, intuitivo e principalmente o fator de que apenas com dois cliques você já esta fazendo seu trabalho. Com certeza uma melhora significativa no seu workflow.

Deixo aqui esta mix que fiz para você entender melhor o funcionamento.

Pepelpovetru - Tochka (mix) Studio One Remote

 

Não é uma maravilha? você que trabalha sozinho no estudio, esta microfonando uma bateria, não precisa mais ir e voltar, com ele já mostra as saidas, niveis de ganho e etc. E não para por ai… você não precisa instalar programas MIDI para fazer conversão e etc, apenas precisa de um computador conectado a uma rede.

Porem nem tudo é ouro, ele apresenta uma certa dificuldade na hora que você vai trabalhar com os plugins (as alterações só podem ser feitas nos plugins nativos) e senti uma leve latencia, mas nada que possa comprometer seu workflow.

Para baixar o Studio One remote Android ou IOS.

Se quiser conhecer mais sobre meu estudio e meu trabalho, deixo aqui o meu site DARK PATH STUDIO

 

Salve família SomBinário! Nesse artigo vou compartilhar 4 alternativas ao Auto-Tune da Antares, atualmente custando $349 (dólares). O auto-tune reinou por vários anos, porém, hoje em dia contamos com várias alternativas bem mais em conta e até mesmo 100% gratuitas. E nesse artigo vou indicar os 4 plugins que conheço, se você conhece mais algum, por favor, compartilhe essas informações nos comentários logo abaixo.

Uma outra característica que muitas pessoas procuram nesse tipo de plugin é o famoso efeito “T-Pain”, onde se consegue um efeito robótico usando as configurações rápidas de transições das notas através dos controles do plugin. Porém esse tipo de efeito pode ser usado para correções mais sutis e corretivas.

Quando se tem boas informações em mãos, podemos economizar bastante grana, fiz vários testes aqui, possuo o Auto-Tune original e esses plugins fazem a mesma coisa, e até mais.

Então vamos aos 5 plugins de correção de pitch 100% de Graça!

# 1 MeldaProduction MAutoPitch

O MAutoPitch é uma alternativa muito eficiente, que subsistiu por completo o Auto-Tune. Considerando que os recursos de correção de pitch são aproximadamente os mesmos entre os dois plugins, o produto da MeldaProduction adiciona algumas ferramentas de bônus interessantes, como ajuste de largura estéreo, controle de ganho automático e um limiter . O algoritmo de correção de pitch é muito eficaz, com velocidade, alcance, escala e profundidade ajustáveis. O recurso de ampliação estéreo adicionado pode ser um bônus limpo em uma cadeia de processamento vocal, embora certifique-se de verificar sua mixagem em mono ao usá-la.

O único problema, é que você terá que baixar o pacote completo dos plugins da MeldaProduction para ter o MAutoPitch, é que ele vem com um instalador bastante grande e pesado. Sendo que isso faz parte do pacote de freeware da MeldaProduction, o desenvolvedor decidiu empacotar todos os seus plugins em um único instalador, que alguns usuários acham irritante. Eu achei tranquilo, vou aproveitar para testar os outros plugins do pacote.

LINK: https://www.meldaproduction.com/MAutoPitch

#2 AuburnSounds Graillon 2

Testei esse plugin alguns meses atrás e achei bem interessante, vale ressaltar que alguns controles vem desabilitados, e podem ser habilitados comprando a versão full ($29), porém com a versão gratuita dele consegui fazer o que eu queria. Os recursos extras são efeitos, a parte de correção e controles de afinação estão presentes. Uma coisa que senti falta foi da possibilidade de poder escolher escalas pré definidas para agilizar o processo. Mas se você tiver noção de harmônia musical, isso não vai ser um problema, porque você pode desabilitar as notas que estão fora da escala manualmente no teclado na GUI do plugin.

Esse plugin foi lançado recentemente, percebe-e claramente que a intenção do plugin é agradar a produtores que buscam aquele efeito t-pain tão usado no Rap hoje em dia, mais especificamente no Trap. Na verdade, o Graillon 2 é mais do que apenas um plug-in de auto-tune, o seu módulo de correção é tão bem feito e fácil de usar que simplesmente tivemos que colocá-lo no primeiro lugar desta lista. Também é compatível com todas as estações de trabalho de áudio digital capazes de carregar plugins VST e AU, tanto em PC quanto Mac.

O uso também é muito fácil, basta colocá-lo como um efeito no insert do seu canal de mixagem vocal (ou sua cadeia de processamento vocal ao vivo), ligue o módulo de correção e você está pronto para cantar. Aqueles que querem mais controle sobre o processo de correção de pitch podem limitar a faixa de notas a uma escala específica, ajustar a velocidade de correção de pitch e definir o alcance de detecção de notas do algoritmo de correção de afinação.

Graças ao seu esquema de controle intuitivo e eficiente, o Graillon 2 pode ser ajustado para sons mais ou menos artificiais, dependendo dos requisitos estilísticos do seu projeto. O botão de mix no lado direito da GUI (interface do usuário), pode ser usado para reduzir ainda mais o impacto do módulo de correção de quando necessário.

Você pode usar o módulo de correção excelente do Graillon 2 em conjunto com seu algoritmo de correção, abrindo alguns recursos de processamento vocal muito legais. Por exemplo, você pode misturar o vocal seco com o vocal auto-ajustado, mas também adicionar algumas mudanças de afinação com formants preservados para a mix. Isso efetivamente engrossará os vocais, aumentando a profundidade e corrigindo ligeiramente o tom.

LINK: https://www.auburnsounds.com/products/Graillon.html

 

Plugins para Harmonização e Pitch [Parte 1]

 

#3 GVST GSnap

O GSnap é o OG de alternativas gratuitas de auto-tune. Foi o primeiro plugin VST de freeware que se poderia usar para alcançar o efeito clássico de auto-tune. Em termos de características e design, o GSnap ainda é uma escolha fantástica. No primeiro aspecto, parece muito semelhante ao Graillon 2 e ao MAutoPitch. Uma excelente característica que o separa, no entanto, é a capacidade da KeroVee de afinar o sinal de áudio processado nas notas MIDI na entrada. Em outras palavras, você não precisa confiar nas capacidades de detecção automática de pitch do plugin. Em vez disso, você poderia enviar as notas corretas para, digamos, uma performance vocal, e deixe o plugin cuidar do resto. O algoritmo automático de correção de afinação do plugin também funciona de forma excelente, embora sem os recursos de mudança de formantes encontrados em Graillon 2 e MAutoPitch. No entanto, ao contrário do Graillon 2 e do MAutoPitch, o GSnap funcionará apenas em sistemas baseados em Windows. Ele vem com um manual muito bem escrito que vale a pena ler se você decidir usar o GSnap como sua ferramenta de correção de pitch.

LINK: http://www.gvst.co.uk/gsnap.htm

#4 Voloco

Voloco agora está disponível como um plugin VST3 e AU grátis. Esta versão permite que você aplique seis predefinições e ajuste a intensidade de correção de tonalidade, escala e tom. Uma versão profissional que permite controle completo sobre os parâmetros de design de som está em desenvolvimento. O plug-in suporta apenas taxas de amostragem entre 24k e 96k, inclusive.

Auto-Tune Gratuito e Profundidade em Vocais na Mixagem

LINK: https://resonantcavity.com/plugin/

#5 g200kg  KeroVee

O KeroVee é outra ferramenta antiga de correção de pitch, lançada em 2010. Embora pareça um pouco menos polido do que os três plugins anteriores nesta lista, seu conjunto de recursos estão bem emparelhados. Na verdade, ele também possui o modo de entrada MIDI visto no GSnap.

Considerando que este recurso não é tão útil se você estiver indo para o efeito clássico T-Pain, pode ser bastante conveniente se você deseja um controle absoluto sobre o tom dos vocais em sua trilha, um pouco semelhante ao que você obteria com Melodyne. Mas, além disso, o KeroVee também pode operar em modo automático completo, assim como o mencionado anteriormente no Graillon 2, Voloco e MAutoPitch.

Uma área na qual o KeroVee não brilha, porém, é a compatibilidade do sistema. Isso só funcionará como um plugin VST em estações de trabalho de áudio digital baseadas no Windows, de modo que os usuários de Mac não tenham sorte aqui.

LINK: http://www.g200kg.com/jp/software/kerovee.html

Olá amigos, Leandro Carimbó aqui para mais um artigo para o Projeto SomBinário! Hoje vou listar o que considero ser os 5 erros dos Produtores Musicais  na Pós Produção. Espero que gostem.

1 – Não ter pelo menos uma referência para se guiar

Um problema muito recorrente das produções em home studio é a falta de pegar algumas referências musicais. Se você é o produtor das suas próprias músicas, você já parou para pensar como você quer as características do seu som.

Acontece da mesma forma quando você esta trabalhando com um cliente. Deixo aqui uma dica caso não se sinta confortável em pedir referencia; conheça seu cliente, converse com ele, descubra as bandas que ele escuta, além de você ganhar algumas referências indiretamente, você cria um laço de amizade profissional.

Caso você goste de escutar músicas novas e prestar atenção. Irei deixar aqui o link do spotify para minha playlist onde tenho alguns albums que considero referencia para mixagem e masterização (clique aqui)

2 – Não arrume erros das etapas anteriores.

A pós produção é dividida em 3 etapas como sabemos, não arrume erros técnicos em outras fases, mixagem não é para se consertar edição de bateria (você cortar as sobras é diferente de arrumar o tempo), não deixe para colocar mais brilho na voz quando chegar na master (parece exagero, mas já presenciei muitos casos). Resumindo, use o tempo que for preciso para deixar a etapa perfeita para depois passar adiante.

3 – Siga as regras, mas não se limite a eles.

No áudio possuímos regras, mas nem sempre a seguimos. O que acontece é que não importa qual estilo, qual instrumento, sempre haverá uma regra na hora da gravação, da mixagem e masterização, mas nem sempre a mesma será aplicada. Para isso é preciso estudo do estilo que você esta trabalhando, entender o que está sendo feito em cada etapa, o por que esta sendo feito e qual o resultado esperado.
Como saber as regras? Estude, estude e estude… quando pensar que já sabe, estude mais.

4 – Equipamento não é tudo, use o ouvido

Quando estava cursando a faculdade de música, meu professor colocou um video onde o produtor musical Rick Bonadio mixava uma música do titãs, e no meio do video ele disse algo que me tocou muito e era mais ou menos assim “O som que você procura já esta no seu ouvido e não no equipamento”. Isso me marcou e tenho essa frase como referência de todos os projetos que faço. Plugin, equipamento funcionam até um certo ponto. Não pense que com determinado equipamento sua música vai soar melhor se seu ouvido não esta acompanhando o ritmo.

Equipamentos de 30 mil reais podem ser melhor na qualidade sonora, mas não se esconda atrás dele julgando que sua música vai ter qualidade se seu ouvido não estiver bom. Penso que não preciso falar mais nada a respeito.

5 – Nunca pare de estudar

Após um tempo quando pegamos o jeito como tudo ocorre, é mais que normal relaxar nos estudos, parar de praticar por pensar que já sabe tudo. Após um tempo você cria seu modo de trabalho, já sabe os caminhos por onde ir e o que fazer ou deixar de fazer. Nunca pare de estudar, nunca pare de testar posições de microfones, combinações, mixagem, etc.

O áudio é um universo gigantesco e não importa os anos que você tenha nas costas, sempre vai ter algo novo para aprender, seja um novo padrão de mercado, um novo modo de gravação… o mercado musical sempre esta se reinventado, os padrões de 5 (anos) atrás eram diferentes do de hoje e daqui a 5 anos terá mais coisa nova.

Primeiramente gostaria de agradecer o Jorge pelo convite, será uma honra passar um pouco do que aprendi nos meus últimos anos de experiência só nessa parte de Produção Musical, incluindo mixagem e masterização com todos vocês. Venho  acompanhando e curtindo muito as dicas aqui do SomBinário, e estou muito contente de poder compartilhar um pouco do que sei com todos vocês também. Espero poder estar entregando algo que some positivamente em suas próprias produções.

Para estrear minhas postagens aqui no Projeto SomBinario vou dar algumas dicas de mixagem de voz e backing vocal de uma produção que estou realizando aqui em meu Home Estúdio.

Ouça algumas das produções realizadas em meu HomeStudio: