Archives setembro 2019

Presonus The Tube P1B

Em comemoração aos 10 anos de Studio One, a Presonus, empresa que desenvolve a DAW, está liberando de graça um de seus plugins para o Fatchannel XT do Studio por tempo limitado.

The Tube P1B é uma ótima simulação do clássico Tube-Tech CL1B dos anos 90 que ficou muito famoso por estampar muitas produções de Rap. Mas não só em Rap mas em Rock e muitos outros gêneros musicais, usado constantemente para esmagar guitarras, pianos, contrabaixos, vocais, etc…

Tube-Tech CL1B - O compressor favorito pelos rappers e produtores de rap

Código do cupom: HAPPY10YEARS https://cutt.ly/2w5RFtd

Esse compressor é basicamente um compressor óptico em esteróides. Seu design válvulado oferece compressão musical suave e sem introduzir aspereza, mesmo quando a agulha está “grudada”. Capaz de produzir vocais prontos para rádio de maneira rápida e fácil, o CL 1B é um segredo bem conhecido na comunidade do rap. Também reverenciado pelos roqueiros, o CL 1B se destaca em suavizar linhas de baixo, esmagar guitarras elétricas e conseguir que as teclas se encaixem perfeitamente na mix. O CL 1B tem sido usado em inúmeras gravações lendárias e é um compressor perfeito para vocal de qualquer gênero. Poucos minutos depois de colocar as mãos no CL 1B, você poderá ouvir e sentir a diferença. O CL 1B é incrivelmente fácil de usar e possui uma interface intuitiva para buscar rapidamente as configurações perfeitas para qualquer áudio.

Estava entediado ontem a noite, então resolvi fazer uma live surpresa mostrando os plugins que usei na minha última mixagem. A música é um EDM, com muita vibe e extremamente alta para bombar na pista! Nessa live além de responder algumas dúvidas da galera que estava de bobeira também, acabei mostrando todo o processo dessa Mixagem. Música de um dos nossos alunos do Fórmula de Mixagem, que por sinal está com 51% de desconto só hoje!

Um excelente compressor de BUS de bateria! Um presente muito especial da JRV Audio. Este é um plugin de inestimável que oferece um incrível mojo analógico para seu Bus de bateria ou 2bus. Este é o dispositivo que você só pode encontrar no mundo do hardware. É uma máquina de alma vintage esotérica. Com as características tonais do Fairchild, 2254 e 1176, este é um cavalo de batalha épico. E é gratuito para você baixar por um tempo limitado. Não perca esta máquina de groove! Provavelmente o melhor bus compressor de bateria já construído.

JRV Audio REmonster - Simulação Gratuita do Fairchild

DOWNLOAD: https://cutt.ly/LwBuNgW

Se houvesse uma hierarquia de equipamentos analógicos (e vamos ser sinceros, é o que existe), seria difícil contestar a reivindicação do Chandler Limited® Curve Bender ao trono. Entre os equalizadores analógicos de masterização, este é o sangue azul que eles têm.

Com uma linhagem tremenda, potência enorme, porém controlada, e, o mais importante, qualidade de som excepcional, graças à modelagem em nível de componente dos circuitos originais, o Curve Bender, agora disponível pela primeira vez em formato nativo, reina supremo sobre o domínio de modelagem de tonalidade na masterização analógica.

Softube Chandler Limited Curve Bender

MAIS INFORMAÇÕES: https://www.softube.com/curve-bender

Youtube parece que vai padronizar para -14 LUFS

Parece que o Youtube está mexendo no volume sonoro em sua plataforma!

Segundo o site MeterPlugs, que desenvolve plugins excelentes para medição sonora, publicou essa notícia em seu blog, você pode ver aqui: https://www.meterplugs.com/blog/

Não é nenhuma novidade que o YouTube utiliza a normalização de volume há vários anos , mas até recentemente eles não estavam usando LUFS de fato. O que isso quer dizer na realidade? Os resultados geralmente eram semelhantes, mas os valores revelados em suas estatísticas para informações de nerds às vezes podiam ser diferentes em até 3 dB, em alguns casos. (Por isso, às vezes, você pode se surpreender se estiver mirando em -14 LUFS!)

Sabemos que a falta de um controle de volume nas plataformas de distribuição causa desconforto no ouvinte final, gera uma experiência desagradável a trocar de uma faixa para outra. Uma com volume muito alto, outra muita baixa, isso realmente é um saco e nos força a ficar sempre mexendo no botão de volume.

Ter um som alto para competir não é nenhuma novidade. Geralmente as pessoas dentem a achar que o som mais alto ta com a qualidade melhor, e não é bem assim.  Os vendedores das lojas sempre usavam isso para vender determinado aparelho de som ou caixa de som na cara dura, tipo uma marca mais cara, pra ganhar uma comissão maior, usavam o botão de volume, ou algum boost, porque sabia que o som com maior volume iria vender mais, porque geralmente as pessoas tendem a perceber o som mais alto, como o melhor. Isso também é muito explorado na indústria da propaganda, onde um programa publicitária tem um nível de loudness maior do que o outro, afim de chamar a atenção do espectador.

Hoje em dia existem normas de loudness que se a emissora de TV ou Rádio não cumprir, está sujeita a multas, então meio que isso já está controlado (menos o SBT rss).

Com relação aos vendedores de aparelho sonoro Quase todo mundo caia nessa perniciosidade, menos os mais audiófilos que sempre tinham os melhores sons. Até final dos anos 90 lembro que o interesse em boas caixas de som e aparelhos de som com bons amplificadores eram a prioridade. O problema era o tamanho.

Essa época era mais comum as pessoas parar um pouco para ouvir música, se reuniam, conversavam sobre o disco, sobre os artistas e músicos, enquanto liam o encarte do disco geralmente LP. Eu curtia até a ficha técnica. Quem produziu? Quem mixou?

Hoje em dia é diferente, a música ta em bits, armazenada em nuvem, embora conheço muitas pessoas ainda que apreciam ouvir música em aparelhos apenas dedicado a reprodução musical, mas o formato de mídia mudou muito, nos dando a possiblidade confortável e prática de poder escutar música em movimento para fazer alguma atividade, utilizando mais como uma trilha sonora do nosso dia a dia, tipo botar os fones e ir andar de bicicleta ou na academia enquanto se exercitamos. Temos muitas vantagens também nos dias de hoje com relação a ouvir música. Com relação  a portabilidade, não vou levar em conta o  walkman, aquilo era um trambolho, embora eu não me separasse do meu, depois veio um de CD que pulava o tempo todo, nunca tive sorte com eles. Não tem como comparar um Walkman com um Smartphone de ultima geração.

As coisas mudaram, quase ninguém escuta música em aparelhos dedicados a isso, ouvimos música em nossos smartphones, computadores, através de playlists em plataformas como Spotify, Deezer, Yotube, iTunes, etc…

E nessas plataformas estão passando por essa normalização de volume também, assim como radio e tv passaram, afim de entregar uma melhor experiência aos ouvintes, que são de fato seus clientes. Nós como produtores precisamos estar atento a isso para nosso trabalho soar sempre legal nessas plataformas.

Se você quer aprender sobre esse assunto, o que realmente você precisa saber e fazer para seu som rodar legal, quais plugins usar, como medir o som pra ficar legal no spotify, deezer, youtube etc… Deixei uma aula gratuita completa aqui no SomBinário, não sei se ainda ta no ar, vou deixar por tempo limitado, encorajo você a dar uma olhada e aprender sobre esse assunto super importante pra você que produz sua própria musica: https://www.sombinario.com.br/loudness

YOUTUBE -14 LUFS SIM OU NÃO?

O Youtube não anunciou nada oficialmente, geralmente o Google não divulga muito de suas atualizações, a não ser coisas mais “importantes”, deixam o público perceber sozinho, normal.

E como descobri que a normalização de loudness tinha mudado?

Dois dias atrás postei um vídeo para promover um de nossos Webinários especiais, e o tema era como fazer mixagens e masterizações com níveis altos de loudness, para atender a galera da música eletrônica, heavy metal e sertanejo e funk br, estilos que geralmente e popularmente pedem um nível de loudness muito alto. Nessa aula eu ensinei como fazer isso sem distorcer o som, sem achatar muito a dinâmica e chegar em -7 LUFS, -6 LUFS a até -5 LUFS e -4 LUFS. Mantendo o máximo de claridade e punch possível. Essa aula foi ao ar em 18/09/2019, que por coincidência foi o dia que o Youtube mudou as regras 🙂

E para promover esse Webinário subi um vídeo com uma música extremamente alta a -7 LUFS para  o Youtube, e constatei que o volume tinha caído muito na reprodução, então medi esse som e constatei exatos – 14 LUFS!
Pensei: UAL! Eles em fim entraram no padrão de outras plataformas, isso ótimo! 😀

Porém hoje fui verificar a mesma música e a mesma está mais alta 🤔

Não sei se é um leg nos servidores deles ou se eles voltaram atrás na decisão, ou se estão apenas testando, mas a mesma música que medi há dois dias atrás em -14 LUFS, agora está batendo a -12 LUFS. Fiquei confuso, mas espero que eles realmente mudem o padrão para -14 LUFS, isso vai facilitar muito nosso trabalho na hora da masterização e entregar uma experiência melhor aos ouvintes.

Parece que aos poucos estamos vendo o fim da Loudness War! Nossas mixagens agradecem! 🙏

O que você acha sobre isso? Responda nossa enquete aqui no Youtube: https://cutt.ly/cwZ2slC

A melhor forma de deixar suas tracks “gordas” com bastante punch, é sem dúvidas o curso da compressão paralela na mixagem.

Embora o conceito da compressão paralela ou Compressão NY  seja simples, para um bom resultado requer alguns movimentos e conhecimento necessários para manobrar o compressor, e é nessa parte que entra o I HEART NY.

Esse plugin promete um “verdadeira compressão paralela ‘no estilo de Nova York’, com um sabor viciante.”

Tive que testar e me surpreendi. No vídeo abaixo vou me aprofundar mais no assunto com passar mais essa carta na manga pra você!

Compressão Paralela com Baby Audio: I HEART NY

Segue abaixo algumas demonstrações em áudio:

[button_1 text=”DOWNLOAD” text_size=”33″ text_color=”#ffffff” text_font=”Gill Sans;default” text_bold=”Y” text_letter_spacing=”0″ subtext_panel=”Y” subtext=”I%20Heart%20NY” subtext_size=”14″ subtext_color=”#ffffff” subtext_letter_spacing=”0″ text_shadow_panel=”Y” text_shadow_vertical=”1″ text_shadow_horizontal=”0″ text_shadow_color=”#000000″ text_shadow_blur=”0″ styling_width=”50″ styling_height=”30″ styling_border_color=”#000000″ styling_border_size=”1″ styling_border_radius=”6″ styling_border_opacity=”100″ styling_shine=”Y” styling_gradient_start_color=”#808080″ styling_gradient_end_color=”#000000″ drop_shadow_panel=”Y” drop_shadow_vertical=”1″ drop_shadow_horizontal=”0″ drop_shadow_blur=”1″ drop_shadow_spread=”0″ drop_shadow_color=”#000000″ drop_shadow_opacity=”25″ inset_shadow_panel=”Y” inset_shadow_vertical=”0″ inset_shadow_horizontal=”0″ inset_shadow_blur=”0″ inset_shadow_spread=”1″ inset_shadow_color=”#ffffff” inset_shadow_opacity=”25″ align=”center” href=”https://babyaud.io/i-heart-ny-parallel-compression-plugin” new_window=”Y”/]

 

Um equalizador que vai dar bastante personalidade as suas produções!

Acabei de baixar e testar um plugin com uma proposta bem legal e com um som espetacular que merece toda nossa atenção.

A empresa Tone-Empire caba de lançar um equalizador baseado em uma unidade que eles mesmo fabricaram, meticulosamente, trocando válvulas e transformadores até chegar em um som espetacular. E o resultado foi um equalizador de 4 bandas, com opção de saturação e filtro low-cut.

O resultado obtido é instantâneo e chama atenção logo nas primeira audições. Você pode ter mais detalhes sobre o Black Q no site da própria Tone-Empire. Confira o vídeo abaixo para ver como o Black Q se comportou em uma mixagem aqui!

https://youtu.be/T1M7ru-sIGA

 

Até que em fim parei para instalar o Tape Machine Collection da Ik Multimedia.

Sério! Por que não testei isso antes? Esses plugins são realmente incríveis e sem duvidas os melhores simuladores de fita já desenvolvido no mundo dos plugins.

Essa coleção trás 4 máquinas lendárias usadas em incontáveis álbuns de sucesso, e com certeza marcaram toda uma era. No vídeo abaixo vou mostrar esses plugins na prática. Coloque seus fones ou ouça em seus monitores de referência para sacar o poder de fogo dessa coleção icônica.

Ik Multimedia T-Racks: TAPE MACHINE COLLECTION [As melhores simulações de Fita]

Dica de plugin gratuito, mas não qualquer plugin. Esses são exclusivos para rodar no Studio One usando a tecnologia de modelagem física patenteada da Presonus chamada “SATE SPACE”

Aqui no Blog já falamos sobre o Fatchannel, que é um channel strip que trás alguns módulos lendários como 1176, 1073, LA2A, EQP1-A, e agora você pode incluir mais 4 plugins oriundos da coleção Channel Strip Collection, que era vendida separadamente, e agora faz parte do Fatchannel.

Presonus Channel Strip Collection: Plugin Gratuito do Studio One

RC-500 EQ: É raro encontrar uma channel strip solid state verdadeiramente notável, capaz de proporcionar uma vibe vintage que lembra os produtos high-end clássicos, mas emprega um design totalmente moderno. O PreSonus RC 500 foi uma dessas jóias raras. O plug-in RC 500 EQ é modelado após o EQ semi-paramétrico de 3 bandas e combina filtros isolados e Q otimizado por banda para fornecer sutilezas ao sinal sem artefatos agressivos.

RC-500 Compressor: Compressores baseados em FET, como o do PreSonus RC 500, usam transistores para emular a operação e o som de uma válvula triodo. Esse tipo de compressor geralmente fornece um tempo de ataque mais rápido e melhor repetibilidade do que os compressores ópticos normalmente encontrados em channel strips. Modelado a partir do compressor FET RC500 da PreSonus, este plug-in fornece um tempo de ataque ultra-rápido e desempenho repetível.

VT-1 Compressor: Som high-end impressionante e versatilidade incrível são características do VT-1 da PreSonus, que é modelado também do compressor FET de um popular channel strip da Presonus, valvulado. O VT-1 fornece ataque rápido e desempenho repetível.

VT-1 EQ: O EQ VT-1 modela o EQ semi-paramétrico de 4 bandas do channel strip valvulado popular, que combina filtros isolados e Q otimizado por banda. Projetado com a musicalidade em mente, esse EQ é suave e refinado, tornando-o instantâneo clássico.

COMO BAIXAR E INSTALAR: