Archives abril 2021

Smooth Operator combina equalização, compressão espectral e supressão de ressonância em uma experiência criativa única que é instantânea e intuitiva. Use-o para aperfeiçoar seu equilíbrio tonal e adicione um toque de ‘HiFi’. O da BabyAudio algoritmo de detecção espectral se adapta ao seu áudio 44.100 vezes por segundo e elimina automaticamente as frequências cansadas. Isso lhe dá controle total para moldar seu sinal e trazer mais definição.

Primeira vista com Baby Audio Smooth Operator

DOWNLOAD AQUI

Músicas usadas no vídeo:

CREAM2 é um pacote de plug-ins VST / AAX / AU composto de vários módulos baseados em uma série icônica de valvulados britânicos feitas à mão, solid state baseado em transistor feito entre o final dos anos 50 e o início dos anos 70. Devido à rara topologia histórica e aos componentes usados ​​no hardware original, o Cream oferece um tom único que se destaca por seu incrível calor e riqueza tonal.

Música usada no vídeo

Mais clareza para sua mixagem

Perder tempo limpando frequências com um EQ normal é coisa do passado!

No mundo dos plugins a gente vê quase todos os dias promessas de simulações que imitam as características de analógicos antigos, toda semana uma simulação dos mesmos equipamentos.

Ok, legal, divertido, mas ta cada chamando menos atenção da galera mais antenada, que estão atrás de coisas realmente interessante, inovações que estão sendo possíveis com a evolução do áudio digital. Recursos que eram impossível há alguns anos atrás. E muitas vezes são essas soluções que resolvem os problemas mais sérios em nossas produções.

O tipo de tecnologia que vou compartilhar com vocês hoje é algo que não tem como fazer com EQ, EQ dinâmicos, Compressores e compressores multibandas convencionais.

Obviamente nos estúdios muito bem equipados e tratados, isso não era necessário, mas a realidade do mundo atual é outra. Você sabe bem disso, gravamos em homestudios sem muito tratamento acustico, com equipamentos baratos, a soma de todos os problemas que enfrentamentos em um ambiente mais caseiro deixa muitos artefatos indesejados no som, como ruídos, ressonâncias e sons fora do contexto musical.

A maioria dos artistas que ganham grammy e alcançam milhões de pessoas nos dias de hoje gravam e produzem em quartos simples, muitas vezes em homestudios como o meu e o seu.

Isso gerou um novo problema, que são ressonâncias e anomalias terríveis por conta da falta de uma acústica mais elaborada, entre outros problemas que antigamente não existiam, mas hoje já existe solução eficiente pra resolver esse impasse, e to vindo aqui atualizar você com as melhores ferramentas para tratar isso.

Nesse novo vídeo vou falar mais a respeito desse assunto e mostrar na prática a eficiência desse tipo de abordagem.

Agora você pode resolver facilmente problemas que equalizadores comuns não podiam resolver 🙂

DSEQ3 Eliminar aspereza digital, ressonâncias e Balancear Frequências

A maioria dor produtores perdem muito tempo buscando o plugin perfeito, a simulação mais fiel, juntando isso ao marketing do mercado de áudio, temos como resultado uma geração de produtores indo para o caminho que pode ser muito prejudicial para a produção como um todo. Produtores com uma perspicácia e poder de observação mais aguçados conseguem ir um pouco mais além e não perder tanto tempo com isso.
É bem legal acompanhar a evolução tecnológica e testar novidades, mas isso não pode tomar muito do seu tempo, a maior parte do tempo deve ser empregado na produção.

Suite poderosa de Masterização Gratuita

Hoje temos uma grande quantidade de plugins caríssimos sendo vendidos como algo exclusivo, mas a verdade é que eles não são tão exclusivos assim. O núcleo, o principal da coisa você pode obter totalmente de graça e legalmente.

Pra facilitar a vida dos amigos que seguem o projeto sombinario, montei aqu uma suite de plugins gratuitos bem completa para você poder masterizar suas faixas com mais qualidade e sem precisar gastar nada com isso. A única coisa que você precisa é de conhecimento, habilidades práticas para tirar o melhor dessas poderosas ferramentas.

Músicas do vídeo

3 fatores simples que a maioria dos produtores demoram anos para alcançar, uma arte que requer muitas habilidades e jogo de cintura para lidar com situações únicas a cada nova música. Ok, 10 anos atrás isso era bem difícil, mas hoje em dia esse tempo de aprendizado caiu muito.

O que eu demorei 10 anos para aprender, meus alunos estão aprendendo em apenas 1 ano, é outra época, outra realidade. Eu fico bem feliz de ta participando da jornada de milhares de músicos e produtores a alcançarem seus objetivos nessa arte.
Ultimamente vem aparecendo várias dúvidas de nossos seguidores do YoutubeFacebook e Instagram a respeito do uso do limiter na masterização.

É um assunto que não tem muito segredo, mas reparei que muita gente está fazendo do jeito errado, delegando a função de ter uma master alta e definida apenas com o Limiter.

O Limiter tem o poder de fazer sua música ficar bem alta, mas delegar essa função apenas ao limiter é um erro.

Se você coloca a responsabilidade dessa tarefa em um limiter pendurado em sua master, certamente sua master não tem definição, pode até ficar alta, mas longe daquela claridade e punch tão desejados.

Quando comecei a fazer conteúdos a respeito das regras de normalização das plataformas digitais, em -14 LUFS por exemplo, muita gente me dizia que não estava conseguindo alcançar uma master satisfatória nesse nível de loudness.

Essas diretrizes de normalização veio em boa hora, agora podemos ver quem realmente consegue mixar e masterizar. Antes as pessoas apenas empurrava o som contra um limiter e pronto. Na verdade muitos ainda fazem isso.

Mas uma boa master feita dentro desse padrão, vai soar incrivelmente melhor do que qualquer outra coisa, mas infelizmente isso ainda é uma tarefas para poucos. Meus alunos são um desses poucos que conseguem, e você pode aprender isso hoje mesmo.

Nesse vídeo vou deixar muitas dicas legais sobre o uso do limiter na master para você avançar muito, totalmente de graça!

Dicas de uso do Limiter na Master

Música usada no vídeo:

 

Um detalhe que não dizem sobre como ter uma master consistente!

É muito comum ouvir músicas onde a master soa como se o som estivesse flutuando, inconstante e com um volume não coerente com o estilo, entre muitos problemas que podem ser resolvidos facilmente.

A gente encontra muito conteúdo falando sobre como ter uma master alta, mas muitos produtores que criam esse tipo de conteúdo parecem desconhecer conceitos básicos para obter isso. Então deixa eu chutar a porta mais uma vez.

Os conteúdos geralmente são focados no uso do limiter e tarefas apenas de masterização. E não é por ai.
O problema geralmente das pessoas reais, é que o problema está na mixagem e não na masterização. Não tem como ter uma boa masterização sem uma boa mixagem, isso é bem óbvio, mas essa premissa não é seguida.

Nesse último vídeo que postei no canal vou explicar sobre crest factor e como a saturação pode ser usada para trazer mais coesão na sua mixagem, clareza de definição.

Esse assunto requer muitas aulas, mas apenas através desse vídeo você vai ter um norte e tanto:

O Motivo da sua Master não bater legal

IRON combina não apenas as virtudes sônicas dos lendários compressores de válvula vintage com as vantagens da tensão operacional High Dynamic 120 V em uma única unidade. Ele também estabelece uma nova referência em termos de tecnologia de compressor valvulado Vari-Mu, com a implementação inovadora de um circuito de válvula dupla em paralelo.

O IRON é um compressor valvulado de polarização variável, frequentemente chamado de design “Vari-Mu”. Ao contrário da maioria dos projetos de polarização variável padrão, que usam a polarização de uma única válvula para compressão, o Iron usa uma topologia de circuito duplo. Isso significa que o sinal de entrada é dividido entre duas válvulas por meio de um transformador de ferro Mu-Metal especialmente projetado, funcionando em paralelo e, em seguida, recombinado. Uma válvula é 12AX7 / ECC83 e o outro 12AU7 / ECC82. Cada válvula produz uma curva de compressão e sensação ligeiramente diferentes.

Os parâmetros de Ataque e Release têm seis configurações diferentes que variam de Lento a Rápido. Os tempos não são constantes, variam de acordo com o circuito retificador selecionado: Existem seis configurações diferentes de retificador disponíveis com diodos diferentes (Germanium, Silicon, LED, mixed).

A masterização não é o único domínio onde o IRON estabelece novos padrões. Também pode ser usado para processar subgrupos ou sinais individuais, como vocais, baixo, guitarra, cordas, etc.

Como tirar o melhor do Compressor IRON

Mais informações: https://www.plugin-alliance.com/en/products/spl_iron.html

God Mode é um plugin de saturação com um EQ paramétrico de 6 bandas apenas com boost, permitindo selecionar seletivamente frequências para serem afetadas para o mecanismo de saturação.

O controle Pull vai ajudar a atenuar essas frequências na saída, levando para uma saturação multibanda bem peculiar. Essa é sem dúvidas uma ferramenta super poderosa para trabalhar na modelagem de tons em sua mixagem e masterização.
O God Mode usa filtros de fase linear, então não tem problema de fase ao mixar subgrupos e masterizações.
Lembrando que e o modo Live estiver ativado, você perde a precisão de fase não linear, para um uso sem latência.

Veja mais informações diretamente no site da Denise Audio: https://www.denise.io/store/denise/GodMode

Saturação Precisa com o GOD MODE

Veja mais informações diretamente no site da Denise Audio: https://www.denise.io/store/denise/GodMode