Archives dezembro 2022

Função super útil para agilizar suas composições

A partir da versão 6 do Studio One, encontramos uma nova função chamada Lyric Track, ou Trilha de Letras.
Nosso parceiro AfroRagga FlowMan mostra na prática o que é e como usar.

A Sonible desenvolveu um novo limiter para usuários que desejam obter o melhor som possível sem ter que ajustar muitos parâmetros complexos.

Embora este plug-in alimentado por I.A. seja compacto por fora, ele tem um impacto poderoso por dentro: pure:limit domina os picos sem esforço, equilibra a dinâmica e encontra o nível certo para uma mixagem, tudo com o toque de um único botão.

pure:limit garante que o nível e a dinâmica de cada mix estejam no ponto ideal antes que qualquer faixa saia do estúdio. Não importa se o material de áudio apresenta vocais comoventes, amostras de graves pesados, guitarras distorcidas ou uma voz suave de podcast, a quantidade certa de limitação é essencial para qualquer faixa soar bem em todos os sistemas de alto-falantes. Em todos os cenários, pure:limit oferece.

Impacto máximo sem nenhuma adivinhação

Às vezes, manter um fluxo de trabalho tranquilo requer uma ferramenta que forneça resultados diretos. Com sua parametrização automática, ampla gama de perfis baseados em gênero e reprodução instantânea, o novo plug-in limitador do sonible leva a limitação eficiente e sem complicações para o próximo nível.

pure:limit é a ferramenta certa para criadores que desejam dar os toques finais em sua mixagem sem se aprofundar em detalhes paramétricos. Este limitador apresenta um design de interface limpo que visualiza interativamente o sinal de áudio limitado. Além disso, pure:limit oferece duas ferramentas eficazes de modelagem de som: para aprimorar a vibração desejada, o “seletor de estilo” permite que o usuário determine com que força o limitador deve atingir o sinal, e o “parâmetro inflado” oferece a opção de criar um som mais rico , som mais vibrante.

“Aqui na sonible somos nerds de áudio. Adoramos passar horas analisando as menores variáveis ​​paramétricas e os impactos complexos que elas podem ter. Mas entendemos que às vezes a criatividade só precisa fluir e o talento quer criar. Fiel à nossa missão de “habilitando visões sonoras”, criamos pure:limit – uma ferramenta que permite aos usuários acessar resultados limitados de alta qualidade sem a distração de se perder em detalhes.” Ralf Baumgartner, CEO e co-fundador sonible GmbH

• Parametrização automática para resultados de alta qualidade
• Processamento com IA e perfis baseados em gênero
• Recursos de modelagem de som – seletor de estilo e parâmetro de inflar o som
• Design de interface limpo e centrado no usuário

Primeira parte da equação:

O “Segredo” para um kick perfeito ta na dinâmica.

Você precisa trabalhar no nível médio do kick, e para fazer isso você precisa usar as ferramentas de corte, como saturadores e clippers.

A escolha das ferramentas dependem do material e estilo musical, depende do seu objetivo na mix.

Se você ta na metodologia FM3, veja as aulas do módulo: “Mixagem Direta” após essa sequencias de aulas um mundo novo vai abrir pra você no campo da Mixagem.

Sua missão é trazer a parte audível do Kick e eliminar a parte não audível, essa parte não audível é que destrói as chances de uma mixagem bem sucedida.

A parte não audível são transients que nossos ouvidos não percebem, mas os compressores e limiters sim 🙂

Ai aquele compressor ou/e limiter que você poem la na master ou no seu Drum Bus pra colar tudo e deixar tudo bacana, NÃO VAI FUNCIONAR, na verdade vai piorar ainda mais.

Ta bem claro na imagem. Perceba a relação entre os Picos e RMS dos dois exemplos 🙂

Com você pode ter um desempenho bem melhor na produção de beats

Desde a versão 3 do Studio One, a Presonus vem investido muito em ferramentas para facilitar a vida do beat maker, e hoje na versão 6, no momento que faço essa postagem, muita coisa evoluiu e deixou as outras DAW praticamente no vácuo.

O Studio One é uma DAW nova, com uma nova linguagem e tudo muito moderno, outras DAW concorrentes usam linguagem já antiga, são ferramentas com mais de 30 anos, com muito patches e correções para se adequar a sistemas novos, já o Studio One em contrapartida, conta com uma linguagem mais nova, programação mais enxuta, onde as atualizações são constantes e rápidas, em outras DAW devida a arquitetura de programação antiga, é muito difícil atualizar e manter as coisas nos trilhos, o que não acontece com Studio One.

Eu costumo dizer que o Studio One ta sempre uns 10 anos a frente de outras DAW, a prova disso é a tecnologia ARA que usamos aqui desde a versão 2, la em 2011, e só agora isso vem sendo implementado em outras DAW, como logic, pro tools, etc… Isso porque estou citando apenas um recurso, dentre centenas que estão a frente do tempo, uma vantagem que ainda poucos estão usufruindo aqui no Brasil.

O Studio One conseguiu um feito muito importante que é oferecer uma DAW que atenda o criador musical, até o engenheiro sonoro mais exigente, você pode começar sua produção musical no Studio One, editar, mixar e masterizar sem sair da plataforma, isso é incrível, porque em 2022 ainda conheço muitos produtores que fazem o beat em uma DAW e mixam em outra, um atraso no workflow sem dúvidas.

Nesse vídeo o Rapper e Produtor Musical AfroRaggaFlowMan vai nos mostrar na prática apenas um dos recursos geniais do Studio One, o Impact, uma poderosa Drum Machine que já vem de fábrica com a DAW