Archives março 2023

Afinal, o que ta havendo com a Waves

A Waves pegou toda comunidade de surpresa nesse último domingo!Eles mudaram totalmente seu modelo de negócios, passando a ser um serviço de assinatura.A internet caiu em cima e parece que eles estão voltando atrás da decisão.

 

EDITADO

A Waves voltou atrás na decisão ouvindo seus clientes, a opção de licença vitalícia continua com os planos de updates como antes.

Três plug-ins extraordinários feitos para criadores.

Essa coleção com 3 plugins pode ser a realização de muitos músicos que criam em homestudio e não tem muita experiência ao usar um compressor corretamente, limiter e reverb, 3 ferramentas que qualquer coisa errada pode destruir todo um trabalho, mas isso é coisa do passado.

Com apenas um clique você consegue compressões super transparentes, tarefa que apenas pessoas muito experientes conseguem realizar, além de reverberação na medida, isso é realmente incrível e uma oportunidade para músicos de todo mundo.

Download a versão de testes

Veja mais informações no site oficial da Sonible:

Como fazer masterização analógica sem ter equipamentos analógicos e sem plugins?

Hoje resolvi masterizar numa Studer A812 Mk.1, de verdade, sem simulação, sem plugins, fita magnética, sistema totalmente analógico com conversores de ponta para retornar o melhor som possível.

CURSO DE MIXAGEM

DESCONTO DE 60%!

Acesso vitalício nessa promoção!

DESCONTO ENCERRANDO EM POUCOS DIAS!

APRENDA MIXAGEM

Aprimore suas habilidades de Produtor Musical

Esse é assustadoramente bom

O KClip Zero oferece curva de corte variável e oversampling interno e pode ser usado em masters, sub-grupos e tracks individuais para obter volume transparente, bem como saturação.

Controle facilmente o fator de crista da sua mixagem, controle picos com eficiência, do transparente ao som mais sujo, partindo para distorções bem analógicas. Controle de oversampler e compensação de ganho automático, uma jóia no mundo dos plugins e 100% gratuito!

ALACANCE NÍVEL PRO NA MIXAGEM!

Desconto de 60% Encerrando em poucos dias

Corte de um vídeo que fiz em 2020, porém essa dica ta no final do vídeo e acredito que muitos não tenham pegado essa sacada super bacana.

Essa é apenas uma das inúmeras formas de uso criativo do reverb na mixagem, não tem limites, você pode inventar muita coisa, esse vídeo mostra como você pode por em prática algo que você imagina na música, e transformar sua imaginação em realidade.

QUER APRENDER MAIS? CLIQUE NO BOTÃO ABAIXO E VEJA COMO:

Dinâmica do Kick e 808 batendo pesado sem forçar o Limiter

Em apenas 1 minuto você vai aprender 3 técnicas importantes principalmente em produções que levam o famoso 808 tocando com Kick, que é uma estética do Trap, porém hoje em dia é usada massivamente na música Pop atual. Essas dicas vão ajudar você a ter um som claro e definido nos graves.

Você não precisa usar todas as dicas, porém a última é a mais importante para fazer seu beat soar alto sem perder a definição quando você usar um limiter no final da sua master.

Na primeira dica vamos usar apenas uma leve distorção para o 808 ganhar destaque naturalmente.

Na segunda dica mostro uma técnica que já ensinei aqui no canal detalhadamente, que tem a função de deixar o Kick definido, atenuando rapidamente frequências mais altas da 808 quando o Kick toca.

Na terceira dica vamos liberar espaço para o kick na 808, caso seja necessário

E por fim a dica mais importante que é mandar o Kick e a 808 para um subgrupo onde você vai usar um Clipper para ganhar volume não percebido.

No beat do tutorial eu ganhei 6dB de headroom sem perder volume percebido. E o mais importante sem perder pressão. Não recomendo controlar os picos com compressor e limiter caso seu objetivo é ter um som alto e forte, eles tendem a sugar a energia do kick e 808. Compressor nesse caso só em canais individuais se necessário.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Jorge Araujo (@jorgebinario)

O segredinho ta no volume percebido (Perceived Loudness). Como podemos ver no vídeo abaixo, sem o processamento com o clipper o som ta mais alto, mas percebemos como mais baixo, sem energia, e quando ligo o processamento o som fica mais baixo, mas percebemos mais alto, com mais energia.

 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 

Uma publicação compartilhada por Jorge Araujo (@jorgebinario)

SAIBA MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO E COMO USAR EM OUTROS ESTILOS MUSICAIS

APRENDA MIXAGEM!

Do básico ao extremo avançado!

Hoje vou mostrar uma forma muito prática e eficiente de criar beats de Trap no Cubase Pro

Aqui no projeto sombinario falamos muito sobre produção de rap e criação de beats, já temos conteúdos e cursos de FL Studio e Studio One onde focamos bastante nessa parte, além de outros aspectos da produção como um todo.

Dessa vez vou mostrar um fluxo de trabalho super eficiente para criação de Beats de Trap no Cubase Pro!

Por que migrei do Studio One para o Cubase?

Depois de 10 anos usando o Studio One, por que resolvi mudar para o Cubase?

Ao vivo agora às 14:30!
Salve Jorge!

Resolvi abrir uma transmissão do nada, sem pensar muito, sem roteiro, apenas para abrir o jogo com você e a galera que me acompanha.

Do nada resolvi fazer isso, e o assunto vai ser o porque depois de 10 anos usando o Studio One, resolvi mudar para o Cubase 🤔

Muita gente estranhou ver meus novos vídeos usando uma DAW diferente.

Mas hoje vou falar tudo, toda a verdade por trás dessa mudança.

Vai ser uma live despretenciosa, pois tomei a decisão de abrir essa transmissão a poucos minutos, e já estou redigindo esse email rapidamente para convidar você para participar la, vou iniciar a live às 14:30, horário de Brasília.

Aparece la pra gente trocar uma ideia profissional!

Estamos dando início a um MasterClass jamais visto antes no Brasil!
Conceitos, dicas e sacadas exclusivas que nenhum produtor compartilhou até então. Minha mente está explodindo até agora com tanta informação nova e relevante, e você vai ter acesso a tudo isso logo em breve.

Ninguém nasce sabendo de tudo

Hoje vou expor aqui minhas antigas produções, e reagir músicas que fiz a mais de 10 anos atrás, e ver se tiver alguma evolução.
Espero que isso ajude a animar a galera que ainda ta começando e fica ansiosa para querer qualidade instantaneamente.

Claro que hoje em dia é muito mais rápido alcançar uma qualidade boa, com tantos cursos e recursos novos. Mas de qualquer forma não é do dia pra noite que a gente chega naquele resultado tão sonhado, é necessário muito estudo e dedicação.